Kufa, sociedade de advogados

Especializados em Direito Público

+55 11 3663-1006

Avenida Brigadeiro Luís Antônio, 3813 - Jardim Paulista

contato@kufa.adv.br

Facebook
Kufa, sociedade de advogados

Notícias e Publicações

11 de Abril de 2019

“A mulher tem condições de se eleger tanto quanto o homem, mas sem as cotas ainda está enfraquecida. É preciso debater e buscar soluções”, destaca Karina Kufa em painel sobre Mulheres e Política no FINCOP 2019

Debate aconteceu nesta quinta-feira (11), no Fórum Internacional de Comunicação Política

“A mulher tem condições de se eleger tanto quanto o homem, mas sem as cotas ainda está enfraquecida. É preciso debater e buscar soluções”, destaca Karina Kufa em painel sobre Mulheres e Política no FINCOP 2019

Ao conduzir o painel Mulheres e Política desta edição do Fórum Internacional de Comunicação Política, em Brasília, a sócia da Kufa Advocacia, Karina Kufa, levantou discussões importantes e atuais acerca da inserção da mulher no mundo político. Em debate aprofundado e interativo, que aconteceu na manhã desta quinta-feira (11/04), a advogada falou sobre temas como mercado de trabalho, ensino e educação e também levou ao público, a própria história de conquistas e superação.

Para Kufa, o universo político ainda é predominantemente masculino e, justamente por este motivo, debates são importante para que haja conscientização. “Hoje, a mulher tem condições de se eleger tanto quanto o homem. No entanto, sem as cotas ainda está enfraquecida por conta da cultura do ambiente, que ainda é masculino. Os debates fazem com que as pessoas se conscientizem quanto aos problemas que a mulher enfrenta na política, seja pelas estruturas partidárias, pelo machismo e até mesmo, por uma questão de dinâmica. Digo isso, porque para que uma candidata faça viagens e campanha por várias cidades, por exemplo, existem algumas especificidades que precisam ser consideradas, como os filhos”, ressaltou.

Mulheres na política

Destacando algumas questões específicas que dificultam a participação e inserção das mulheres na política, Karina falou sobre a necessidade da aprovação de leis, como a licença parental.

 “É importante que se discuta isso no Congresso. Esta licença determina que a família decide quem fica com a criança em um período de campanha, por exemplo. Porque enquanto a mulher for responsável pelo lar e pelos filhos, não conseguirá se empoderar na política, não conseguirá se empoderar no mercado de trabalho e acabará ficando amarrada. É muito importante debater e buscar soluções”.

O FINCOP reúne profissionais, pesquisadores, consultores e profissionais relacionados à política não só do Brasil, mas da Europa e América Latina. O evento termina na sexta-feira (12).

Voltar